Morar fora – Dicas para quem quer ir embora do Brasil

morar fora do Brasil
08/01/2017

Fazer intercâmbio ou morar fora do Brasil

Brasil, ficar ou vazar? Como alguns já sabem, morei quatro anos na Austrália, um ano em Paris, alguns meses em Londres e atualmente estou em Portugal. Com a instabilidade política e econômica atual, muita gente tem pedido minha opinião sobre  morar fora do Brasil e tentar uma nova vida em outro lugar que seja mais estável.

Então segue algumas dicas para quem quer morar no exterior 😉

Vantagens de morar fora do Brasil

A primeira vez que fui morar fora, que foi pra Austrália, fui inicialmente porque queria aprender outros idiomas e conhecer outras culturas. Confesso que acabei ficando porque diversas coisas no Brasil, me incomodavam MUITO e também porque fiquei maravilhada com as coisas lá de fora. Já havia viajado para outros países, mas é diferente quando você tem o dia a dia em um lugar em que tudo funciona e ver como todas as pessoas tem acesso a tudo. Trabalhei inicialmente como garçonete e morava em um bairro legal, frequentava os mesmos lugares que empresários, médicos etc… e viajava para fora da Austrália com meu dinheiro.

Ou seja, pra fazer o que eu fazia lá como garçonete, vendedora ou qualquer outro emprego que não dependa de super diplomas, eu teria que ser mais do que rica aqui.

Além disso, adorava conversar com pessoas de outros lugares, parece que todo dia eu aprendia uma coisa nova. Adorava sentar tranquila na areia da praia, nos parques verdes para ler um livro, caminhar pelas ruas com meu iphone no ouvido e olhar a beleza de uma cidade (quase) perfeita. Coisas simples que não podemos fazer no Brasil porque é perigoso. Até mesmo quando conseguimos fazer, o sentimento é diferente, ficamos tensos com medo que aconteça alguma coisa. Toda essa bobagem você só vai entender e dar valor quando viver isso.

Desvantagens de sair e morar fora do Brasil

Só que como tudo na vida, morar fora também tem o lado ruim. Imagina você mudando de cidade aqui no Brasil, para um lugar que você nunca foi ou conhece pouco. Pensa sair do sul e ir para o norte ou o contrário. Quanto tempo demoraria para fazer amigos? Se inserir na sociedade, ter um grupo de amigos que lembrassem de te convidar para um jantar na casa deles, que você pudesse realmente contar para uma ajuda ou ter intimidade suficiente pelo menos para pedir isso.

Agora imagina quanto tempo demoraria para fazer isso em outro país? Sem contar que além disso, lá você vai ter que conquistar TUDO do ZERO, inclusive sua identidade e CPF que você sabe o número de cabeça, mas provavelmente não tem idéia de onde estejam agora. Até porque, qual a importância desses documentos mesmo? Pois é. Lá você vai descobrir que não só eles, como também um simples comprovante de residência podem valer e muito! Você terá que correr MUITO atrás para conseguir isso e muitas outras coisas simples, que fazem parte do nosso dia a dia e só notamos quando não temos.

São várias coisas boas e outras nem tanto. E daí vem uma que pesa muito, sua família aqui no Brasil e toda a solidão que você se depara em uma simples tarde de domingo. Para ser sincera qualquer outro dia, mas quando me sentia sozinha e um peixe fora d’água lá eu pensava, que diabos eu estou fazendo aqui?

Muita gente acha que morar fora são só flores e curtição. Mas quem vai com essa idéia de que tudo será melhor e que seus problemas estarão todos resolvidos se engana.

Os problemas só irão mudar. Talvez ficarão mais difíceis ou fáceis, depende do que você considera mais importante na sua vida e seu poder de adaptação em um lugar diferente.

Fiquei 4 anos na Austrália, conquistei muitas coisas, outras não. Fiquei tempo bastante pra deixar de me sentir brasileira. Mas não tempo suficiente para me sentir australiana. Pode parecer bobagem, eu pelo menos sempre achei, mas ter uma pátria te faz sentir como ter uma casa. Fiquei muito tempo me sentindo um ET, diferente de todo mundo enquanto estava lá e também quando voltei para o Brasil.

Todos os dias eu acordava com a dúvida, volto ou fico? Tinha dias que minha resposta era não volto nem morta! Outras se pudesse comprar uma passagem naquela hora, arrumar tudo e voltar, fazia.

Voltar pro Brasil depois de morar fora

Pensando nisso e no tempo que já estava, eu sabia que quanto mais ficasse mais criaria raízes por lá. Com medo de tomar a decisão errada, acabei me convencendo a voltar, tentar me adaptar novamente no Brasil. Caso não conseguisse, eu voltaria com a certeza de que lá era meu lugar. Já que tinha que tomar uma decisão o quanto antes, optei pela mais flexível e que pudesse voltar atrás.

Foi MUITO mais difícil que imaginava e demorei MUITO pra me adaptar novamente no Brasil. Meu português principalmente escrito era péssimo, ia para os lugares e sentia falta daquela troca de aprendizado que tinha lá. Me irritava demais ver como não existe conscientização das pessoas em termos de reciclagem. E, principalmente a forma de como as pessoas aqui acham que a parte delas não fazem diferença no todo, e por isso ninguém faz sua parte. Além disso ficava muito mal com a diferença social. Chorava muito quando chegava em casa e tive que fazer terapia para toda essa adaptação. Acabei escrevendo um artigo sobre repatriação que disponibilizarei em breve no blog.

Escolher viver em um outro país, significa construir uma outra vida, que provoca confusão das referências, dos sentidos e de emoções já estabelecidas. É um processo de reconstrução interna, capaz de fornecer grandes descobertas e por elas exigir ELEVADOS PREÇOS. É muito raro não mudarmos, para o melhor ou para o pior, por uma experiência desta natureza.

Devo ir embora do Brasil?

A resposta se devemos ou não continuar em um país como o Brasil, com tantas dificuldades e incertezas que encontramos aqui, ou morar fora e procurar lutar por algo melhor, eu não tenho. Sinceramente, duvido muito que alguém tenha essa resposta. É uma decisão extremamente particular. Depende de diversos fatores que vão muito além do óbvio e comum à todos, como instabilidade política, econômica e segurança. Ou seja, ainda que eu acredite que o melhor é morar fora ou aqui no Brasil, não significa que isso seja o melhor para você também.

A resposta só você poderá dizer, tudo que posso fazer é te ajudar a chegar nela contando um pouco da minha experiência, em breve mais posts sobre o assunto aqui no blog.

 Leia também

Porque morar em Paris pode estragar sua vida

No que a Europa me transformou

Comentários no Facebook

Deixe um comentário

14 Comentário:Morar fora – Dicas para quem quer ir embora do Brasil

  1. mahdi

    Hi.I visit your site.it was amazing.iwant to speak and connect with u.I want to use your experince a bout visiting world.please connect me.thanks

    • Karina Sell

      Hello Mahdi, thanks for your visit and feedback. My email is karina@kawalk.com.br
      Best, Karina

  2. Viviane

    Nossa, eu já viajei e continuo viajando bastante e é a primeira vez que leio um depoimento de uma pessoa sensata sobre o real significado de morar fora de seu país de origem. Além disso, Karina, você não precisou de inúmeras folhas para expressar o que passou e o que sentiu quando teve essa esperiência. A única experiência que tive nesse sentido foi morar em outro estado e confesso que tive as mesmas sensações. Gostaria ainda de dizer que o seu site está muito bem explicativo e gostoso de navegar, as fotos estão muito bonitas e diferente de outros que além de perguntas de pessoas que nem pensam sobre o que querem perguntar, têm respostas às vezes vazias. Parabéns e obrigada por dividir tudo conosco.

    • Karina Sell

      Oi Viviane! Muito feliz com seu feedback! Tento viver à fundo minhas experiências pelo mundo à fora e o blog é só uma forma de tentar colocar um pouco disso para fora, as vezes é difícil expressar com palavras. Bom saber que estou no caminho certo! Obrigada e grande beijo!

  3. Leonardo

    Vc tem razão, a percepção de ficar ou vazar e muito particular. E depende de uma série de percepções individuais. Morei em Roma e senti exatamente o que descreveu. Massa o post ! Sou teu fã ! Bjo. L.Vale

    • Karina Sell

      Olá Leonardo! Feliz em saber que consegui expressar um pouquinho da experiência de quando estamos fora. Assim pode ajudar um pouco quem nunca viveu ou quem vive lá fora e esta na dúvida se volta ou não. Obrigada pela visita! Beijo

  4. Hugo

    Adorei seu texto. Parabéns!

    • Karina Sell

      Obrigada Hugo! 😀

  5. Juliana

    Oi! Muito bom o seu texto e site! Eu moro atualmente em Paris e como vc sou apaixonada por essa cidade. Só de andar nas ruas já me faz feliz, mas por outro lado, é difícil se entrosar de verdade com os parisienses e essa falta da família e amigos verdadeiros pesa bastante. Gostei muito da sua reflexão! Acho que só nós “expats” entendemos mesmo essa mistura de emoções. Espero que tenha se readaptado ao Brasil! Sucesso 😉

    • Karina Sell

      Que pessoa de sorte você! Aproveite muito essa cidade eu amei ter morado ai e gostaria muito de viver a experiência novamente! A gente sabe quando a experiência foi boa quando não achamos que foi o suficiente! Boa semana 😉

  6. Milena

    Post perfeito!! Parabéns pelo blog!!

    • Karina Sell

      Oba!!! Fiquei super feliz com seu comentário!!! Obrigada!!! Bom final de semana para você! :*

  7. Lívia

    Concordo com tudo que você disse! Estou fora há 2 anos e sempre bate a dúvida de voltar ou ficar e mesmo convivendo em uma família local (no meu caso francesa) a dúvida não muda.

    Sempre terão coisas boas e ruins, fato.

    • Karina Sell

      Com certeza Lívia! É isso que procurei dizer no post. Muita gente acha que ir para outro país os problemas ficaram aqui e tudo será perfeito. Mas, os problemas só irão mudar, porque nada é perfeito. O importante é sabermos quais fatores são mais importantes pra gente, e isso muda de pessoa pra pessoa,né. Obrigada por deixar suas considerações e ótima semana pra você!