Roteiro pelo Vale do Douro em Portugal

dicas do Douro em Portugal
23/11/2017

Vale do Douro em Portugal

Para os apaixonados por vinhos como eu, visitar as vinícolas do Vale do Douro é simplesmente realizar um sonho. Só que a região é tão linda que atrai não só interessados no enoturismo, mas também viajantes do mundo todo interessados na beleza natural e encantos do Douro.

O ponto de partida para explorar as vinícolas do Douro é a cidade do Porto. Já na cidade, ou melhor em Vila Nova de Gaia, é possível visitar as caves onde os vinhos do Porto envelhecem.

Roteiro pela Costa do Algarve em Portugal

A história do Vinho do Porto

Seria impossível falar em Douro e não falar do famoso vinho produzido ali, o vinho do Porto. Que apesar do nome, é produzido no Douro e envelhecido na cidade de Vila Nova de Gaia, que é separada da cidade do Porto por uma bela ponte e pelo rio do Douro.

Com a proibição da importação dos vinhos franceses por Charles II, o mercado inglês começou a procurar fontes alternativas e criaram interesse pelos encorpados vinhos do Alto Douro.

Como os vinhos não poderiam ser transportados por terra, eram levados até a cidade do Porto de onde embarcavam para o Reino Unido. Para proteger da longa viagem por mar, o vinho era fortificado com água ardente vínica, a qual o impedia de estragar.

Como os vinhos eram exportados da cidade do Porto, acabaram recebendo o nome da cidade.

No Vale do Douro o vinho do Porto possui diferentes nomes. Vinho generoso pois você ganha mais dinheiro com a venda dele, fortificado porque possui mais álcool, e vinho fino porque por muito tempo foi consumido somente pela alta sociedade.

O Vale do Douro é a única região autorizada a usar o nome vinho do Porto. Visitar as quintas do Douro é a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esse vinho, sua região, que foi inclusive a primeira região vinícola no mundo a ser demarcada, e ainda de quebra visitar essa bela área considerada Patrimônio da humanidade pela Unesco.

Como explorar a região

É possível explorar o Vale do Douro de carro, trem ou comboio como eles dizem, helicóptero e até cruzeiros pelo rio Douro. Ainda quero experimentar todas essas opções e poder contar qual delas mais me impressionou. Enquanto isso não acontece, segue meu roteiro de carro mesmo!

O tempo para conhecer as quintas do Vale do Douro vai depender do seu interesse em enoturismo. Conhecemos 6 quintas e fizemos 3 visitas guiadas.

As visitas guiadas demoram pelo menos um hora e precisam ser marcadas com antecedência. Por isso, se você tiver apenas um dia para explorar as quintas do Douro, dificilmente vai conseguir fazer mais de duas visitas guiadas por dia. Pelo menos não com tempo para desfrutar as vinícolas, os vinhos, a comida e a paisagem.

estradas panorâmicas na Europa

Quando visitar o Douro

A melhor época são nos meses de setembro, outubro e começo de novembro. Setembro é quando acontece as vindimas, que é a colheita das uvas, e você pode agendar com alguma vinícola essa experiência. Outubro e começo de novembro é quando o outono colore a paisagem com tons dourados e avermelhados. Além das temperaturas estarem bem agradáveis.

Quintas Visitadas

Quinta do Vallado, Quinta do Seixo, Quinta do Pôpa, Quinta Nova N. Sra. do Carmo, Quinta das Carvalhas e Quinta do Bonfim.

Quintas que recomendo visitar no Douro

Quinta do Seixo

Localizada na região de Cima-Corgo no Douro, essa antiga quinta familiar hoje pertence ao grupo Sogrape. A estrutura como um todo é espetacular e possui um moderno centro de vinificação muito interessante de conhecer. Após a visita guiada, degustamos alguns vinhos do Porto Sandeman em um ambiente muito agradável, com uma vista magnífica sobre o Vale do Douro. Eles também organizam piqueniques e workshops.

Vinhos degustados: Vinho do Porto Branco, Late Bottled Vintage 2011, Old Tawny 20 anos. Este último já recebeu 62 prêmios, é realmente magnífico mas, os outros não perdem em nada. Adorei todos os vinhos.

melhores vinícolas no Douro

Quinta do Pôpa

A proposta desta Quinta já é bem diferente da Quinta do Seixo, ela não aceita grupos grandes de visita, é mais intimista e descolada. Acho interessante combinar os dois estilos de visita, e ter a oportunidade de ver a diferença nas produções.

A Quinta do Pôpa é familiar e resultado do sonho do Senhor Francisco Ferreira, mais conhecido como Pôpa, um homem simples e apaixonado por vinhos e por sua região. Hoje são seus netos que tocam a Quinta com muita paixão. Cada vinho possui uma homenagem ou simbolismo.

A visita guiada é simplesmente ótima e profunda. Além de conhecer o processo da produção, passamos por um pequeno museu, onde vimos fotos e aprendemos um pouco da história da região. A Quinta do Pôpa não produz vinho do Porto, mas produz vinhos tintos com ótima pontuação.

A Quinta do Pôpa assim como a Quinta do Seixo, foram os lugares com a vista mais privilegiada do Vale que tivemos. Simplesmente espetacular.

Em época de vindimas, os visitantes podem participar no corte das uvas e na pisa. É só enviar um email, informando seu interesse que eles avisam assim que souberem da data da vindima.

Também organizam piqueniques, menu degustação e até fazem um vinho para uma data especial se solicitado. Achei isso genial!

Vinhos degustados: Pôpa Black Edition Branco, Pôpa Rosé, Pôpa Black Edition tinto, Pôpa Touriga Nacional 2009, Pôpa Tinto doce, Pôpa Vinhas Velhas 2009.

Vinhos sugeridos: Pôpa Black edition branco, Pôpa tinto doce e Pôpa Vinhas velhas.

Como ir para o vale do DouroQuais quintas visitar no Douro

Quinta do Bonfim

Fica próximo da Estação de trem de Pinhão, na margem do rio. Uma ótima oportunidade para degustar ótimos vinhos e ter uma perspectiva da paisagem diferente das demais Quintas.

O lugar é bem charmoso, um antigo armazém reformado que na parte externa revela detalhes da arquitetura portuguesa, e na interna expõe documentos e fotografias que contam a história da região. Roteiro pelo Douro Vinhateiro

O que fazer no Douro além de conhecer vinícolas

No começo do post comentei que o Douro é uma região que vale a pena conhecer mesmo para quem não tem interesse no enoturismo. Só a paisagem já seria uma ótima desculpa. Aproveite e conheça o vilarejo de Lamego, que fica na base de uma enorme escadaria de azulejos azuis e brancos que leva ao Santuário de Nossa Senhora do Remédios.

Outra cidade interessante para dar uma paradinha é Pinhão e sua bela estação de trem.

vinícolas do Douro de trem

Visitar a aldeia vinícola de Provesende

Provesende fica no Alto Douro Vinhateiro, na região de Sabrosa. Além de ter uma vista privilegiada sobre o Douro, tem lugares encantadores para conhecer como a Igreja Matriz, o Pelourinho e o Fontanário.

Estradas Panorâmicas no Douro

Uma dica para quem vai de carro é o percurso Douro Vinhateiro, com estradas panorâmicas e mirantes. O caminho inclui Douro Superior, Cima Corgo que é a região de Pinhão e Baixo Corgo, região da Régua.

Passeios pelo Douro vinhateiro

Estrada entre Pinhão e a Régua

A estrada nacional 222 entre a cidade de Pinhão e Régua segue à margem direita do Douro de um lado e vinícolas do outro.

Estrada entre Pinhão e Sabrosa

Outra opção de rota panorâmica é a estrada nacional 323, entre Pinhão e a cidade de Sabrosa e acompanha um dos vales mais bonitos do Douro Vinhateiro. Nesta rota há vários mirantes, é uma área onde há mais vinícolas familiares.

Leia também

Passeios e locais não turísticos em Lisboa

Simpatia de final de ano que eu fiz no Programa Mais Você da Ana Maria Braga

Diferenças entre o português do Brasil e de Portugal

Por que paris pode estragar sua vida

Comentários no Facebook

Deixe um comentário

1 Comentário:Roteiro pelo Vale do Douro em Portugal

  1. Pingback: Destaques de Viagem: 24 de Novembro de 2017 – Roteiro Planejado